• Dulce Ribeiro

Valeu

“Aqui ninguém elogia”. O diretor tentava apontar a razão da generalizada desmotivação na  empresa. O que pode contribuir com essa falta de elogios pode ser a crença: “não elogia que estraga” ou “não elogia que eles pedem aumento.” Muitos líderes foram criados ouvindo isso. Certa vez, um executivo me disse que nunca havia sido elogiado, desde criança, e que “não morreu por causa disso”. 

Estamos acostumados a ver o erro. Existem técnicas para resolução de problemas, reuniões deixam de acontecer se não há um problema para resolver, as pessoas são promovidas por conta da sua capacidade de resolvê-los. Acontece que, se a meta é sair de casa para “matar um leão a cada dia”, é evidente que os problemas surgirão, espontaneamente.


Outro comentário que escuto é que, de cada dez tarefas que são realizadas, se uma der errada, o chefe reclama dessa e ignora o resto que deu certo. Fazer corretamente é obrigação, não precisa elogiar, pois o salário já é pago para isso. Discurso do século passado? Não, de centenas de pessoas com dificuldade de olhar o ser humano de forma positiva.


Apreciar um trabalho bem feito, agradecer por ter ficado até mais tarde, corrigir com paciência um erro, oferecer ajuda para quem está iniciando em uma nova área, mostrar publicamente o trabalho de alguém e elogiar na frente dos outros são atitudes que geram confiança e fazem a diferença quando um líder precisa contar com o comprometimento da sua equipe para resolver um problema.


Cuidado, no entanto, para não exagerar nos superlativos. “Esse é o melhor funcionário que já passou por aqui” e, um mês depois, a pessoa ser demitida. Em tempos de meritocracia, aqueles que conseguem atingir as metas são reconhecidos e premiados. Não é disso que eu estou falando. Meu pensamento está para pequenos gestos e algumas palavras que podem reconhecer e estimular o trabalho, a persistência, a qualidade ou a coragem do outro.


Um bom dia, um “valeu” ou um “vai firme”. Nós estamos precisando de tão pouco.

 CLIENTES 

ENCONTRE

FIQUE EM CONTATO 

instagram.png
linkedin.png

© 2018 por Ló Paper & People