As ameaças podem se tornar oportunidades quando novos funcionários assumem cargos de liderança.

Aproveitar a experiência e o conhecimento daqueles que fazem parte da história da empresa.

Aprender com os jovens a ousar, a flexibilizar e ter liberdade para “criar o  impossível”.

A turma do “a gente já tentou e não deu certo” versus  a turma dos “impacientes ou multitarefas”.