Blog

Currículo oculto

4.11.2016 | 18:18

Currículo oculto

O Guilherme é cliente do nosso projeto de coaching solidário. Além de estudar geografia e namorar uma estudante de letras, ele é poeta. Para ela, dedicou esse poema:

” Minha Geografia
Sei que da lua surgiu
Sei sua órbita
Sei sua latitude
Suas coordenadas são onde meus braços te abraçam
Te vi naquela escada
E vi também que assim seria
Pois tu era familiar como geografia
A princesa das línguas com um pobre guia
Jamais imaginei que te merecia
A cada por do sol eu me apaixono
A cada rotação contigo eu caso
A cada passo teu eu serei a tua localização
Tu és o mapa da mulher perfeita
E vou ser sincero
Eu tenho uma queda por mapa
Vou te observar até o universo retroceder
E quando isso acontecer
Sei que juntos vamos prevalecer
Com tudo ou no meio do nada
Na religião e na ciência
Eu sempre irei te estudar
Então eu te imploro agora
Me ensine a falar.

Autor: Guilherme Dorneles Espíndola”

Aos 18 anos, com a tenacidade daqueles que chegam onde desejam, o Guilherme acredita no mundo que inclui, que não aprisiona as pessoas em modelos e que traz as mesmas condições para todos.

Nenhum comentário
COMENTAR O POST

Webinar

21.10.2016 | 15:52

Webinar

O desenvolvimento do ser humano através do processo de coaching foi o tema do Webinar, promovido pela ICF-RS.

O que chamou a atenção na conversa foi a importância do constante auto desenvolvimento do coach para atuar junto com os clientes, além da presença ativa e interessada durante as sessões.

Nenhum comentário
COMENTAR O POST

• Pela Primeira Vez

4.5.2016 | 12:00

• Pela Primeira Vez

Se nós olhássemos para o outro como se fosse pela primeira vez, nos aproximaríamos do mundo de forma mais empática. Entretanto, isso só é possível se retirarmos o que nos habituamos a colocar entre nós e os outros, como preconceitos e verdades cristalizadas.
No exercício da criatividade e da empatia não há rótulos nem certezas. Com o olhar da primeira vez, o inesperado faz parte da nossa observação. O que é possível aprender? Que tudo está interligado e pertence a um fenômeno vivo, mutante. Nós nos transformamos a cada contato com o mundo.
Experimente entrar na sua empresa como se fosse a primeira vez. O que você poderá ver? Quais as sensações, as cores, os gestos, os cheiros, as conversas?
Amanhã, repita o exercício. Você irá ampliar a presença e a noção dos detalhes, pois a sua visão estará livre de “eu já vi”, “já sei”, “conheço”. A capacidade de se surpreender será impulsionada e a possibilidade de construir relações autênticas e saudáveis será maior. Experimente, como se fosse a primeira vez.

Nenhum comentário
COMENTAR O POST
« Posts mais antigos